Visitar Viena | Áustria: roteiro de 2 dias com o que ver e fazer

Visitar Viena | Áustria: roteiro

As qualidades da capital da Áustria são sobejamente conhecidas e visitar Viena será sempre sinónimo de visitar o berço da música clássica e a opulência elegante da Cidade Imperial da Velha Europa. Viena aparentemente pouco difere de outras cidades europeias. Contudo, a capital austríaca soma ao seu rico património histórico-cultural um valioso legado artístico e intelectual. E este é um dos muitos motivos que levam um tão grande número de pessoas a visitar Viena. Pompa, elegância, nobreza, brilhantismo, cultura, arte, música… Os motivos não acabam!

Visitar Viena | Áustria: roteiro
Palácio de Schönbrunn – Roteiro para visitar Viena de Austria

Viena é esmagadora na beleza e número de atrativos turísticos. A maioria dos edifícios ainda reflete a elegância dos séculos XVIII e XIX, quando a capital austríaca estava na vanguarda das artes e das ciências. Considerada uma das cidades com maior qualidade de vida na Europa, Viena é ainda o lar da rica e ostensiva herança dos Habsburgo, os imperadores Austro-Húngaros que dominaram os destinos da Europa a partir de Viena.

Visitar Viena | Áustria: roteiroPara lhe fazer verdadeira justiça, são precisos cinco dias inteiros para visitar Viena como ela merece, para descobrir o tanto que a capital austríaca tem para oferecer, e acredite que Viena tem muito o que ver e fazer. Mas como tempo é dinheiro, e em Viena o “tempo” pode sair muito caro, estruturámos um roteiro de 2 dias em Viena para aproveitar o seu tempo (e dinheiro) ao máximo.

Catedral de Santo Estêvão – Roteiro para visitar Viena

O nosso roteiro para visitar Viena em 2 dias cobre de forma eficiente os pontos de interesse turístico imperdíveis bem como algumas das experiências alternativas duma cidade que inova e está na vanguarda de muito mais coisas para além da música clássica e da pastelaria vienense. Leia o nosso artigo até ao fim para ver todas as nossas dicas e informações úteis para planear o seu roteiro de 2 dias quando for visitar Viena.

Quando visitar?

A melhor época para visitar Viena é durantes os meses quentes de verão, de junho a agosto. O verão é a altura ideal para se divertir no Prater (parque de diversões de Viena) e festejar até cair na Donauinselfest (festival anual de música ao ar livre). A cidade acolhe inúmeros festivais de música e tem uma agenda cultural recheadíssima. Infelizmente, são também os meses da época/temporada alta fazendo com que os preços do alojamento (já de si pouco alcançáveis) disparem até às alturas, tornando-se incomportáveis para algumas carteiras. Além disso, terá que enfrentar as filas para entrar nos pontos de interesse principais.

Visitar Viena | Áustria: roteiro
No outono os parques de Viena ficam simplesmente maravilhosos

Como é habitual na maioria das capitais da Europa Central, Viena tem as quatro estações do ano muito bem definidas em termos de clima e temperaturas: os verões são quentes, os invernos gelados, a primavera traz temperaturas amenas e o outono é chuvoso. Para fugir às multidões, que acabam por inflacionar os preços da restauração e alojamento, pense em visitar Viena nos meses primaveris de abril e maio e nos outonais de setembro e outubro, com dias longos o suficiente para aproveitar mais do que a cidade tem para oferecer e temperaturas suportáveis.

De qualquer maneira venha sempre com a mala preparada para enfrentar um friozinho ou uma chuvita.

Os amantes do requinte clássico de Viena vão gostar de visitar a capital da Áustria de novembro a fevereiro, pois é a estação dos bailes de gala nos luxuosos salões palacianos. Outros eventos importantes que atraem mais visitantes a Viena são os Mercados de Natal durante o mês de dezembro. O Festival de Viena em maio e junho com apresentações de artes cénicas e performativas. O Baile da Ópera de Viena em fevereiro, um evento elegante de ballet e valsas, e o Life Ball em maio, um baile de gala extravagante com fins caritativos.

Como chegar a Viena?

De avião: várias companhias aéreas, entre convencionais e low cost, operam voos diários diretos de Lisboa e Porto para o Aeroporto Internacional de Viena (VIE). Para voos low cost para Viena, olhe para as tarifas da Wizz Air com partidas de Lisboa e Porto.

Como ir do Aeroporto de Viena ao centro?

Distância do Aeroporto Internacional de Viena ao centro de Viena: 18 km

Comboio: o CAT (City Airport Train) faz um trajeto rápido de 16 minutos entre o aeroporto e a estação Wien Mitte no centro de Viena. O bilhete custa 11€. Opera das 5:30h às 23:30 com viagens a cada 30 minutos. Pode comprar o bilhete com antecedência usando este link.

O S-bahn (Schnellbahn) não é tão rápido mas é a forma mais económica de chegar ao centro de Viena. Cada viagem custa 3,60€, saem a cada 30 minutos entre as 4:30 e as 23:45, e levam 24 minutos até ao centro – comboios que vão na direção “Wien Mitte”, “Wien Nord” ou “Floridsdorf”.

Bus: Não aconselhamos tomar o bus para chegar ao centro de Viena porque não sai mais barato que o S-bahn, é lento e complicado.

Taxi: é sempre uma forma cómoda mas dispendiosa de ir do aeroporto ao centro duma cidade. Viena não é exceção com os preços a variar entre os 45€ e 55€ dependendo do trânsito e da distância do seu alojamento.

Serviço de transfer: A opção mais confortável e rápida para chegar ao seu hotel é com um serviço de transfer. Evita cobranças inesperadas, problemas com o idioma e estão à sua espera no aeroporto à hora da chegada. Pode reservar online antecipadamente clicando neste link: transfer Aeroporto de Viena-Schwechat ao hotel em Viena.

Onde ficar em Viena? Sugestões de alojamento

A oferta de alojamento em Viena é muito vasta. É verdade que os preços praticados não são para todas as bolsas. Não se deixe assustar com a primeira pequisa. Com uma busca mais bem feita encontram-se alojamentos económicos e promoções apetecíveis, tanto de hotéis como apartamentos, guesthouses ou hostels.

Steiner Residences Vienna Taborstrasse

Elogiados pela limpeza, conforto, tamanho, equipamentos e utensílios, os apartamentos Steiner Residences Vienna Taborstrasse são um alojamento com excelentes instalações e condições para estadias independentes. A simpatia, diligência e eficiência do anfitrião é merecedora de elogios. Localizado numa zona tranquila e segura, apenas a 1,5 km de distância do centro histórico de Viena. Muito bem servido de transportes públicos para chegar mais rapidamente ao centro. Apartamentos aclimatizados, TV ecrã plano com canais por cabo e Wi-Fi gratuito. Estes são os apartamentos que apresentam atualmente os preços mais económicos.

Appartement-Hotel an der Riemergasse

Ainda na categoria dos apartamentos e bem no centro do Innere Stadt, os Appartement-Hotel an der Riemergasse destacam-se pelo ambiente elegante dos apartamentos modernos. Pode optar por incluir o pequeno-almoço que é servido num café vienense tradicional ao virar da esquina, mas ainda fica mais económico fazendo-o por si na kitchenette bem equipada.

Motel One Wien-Staatsoper

Quando se procura um hotel com uma excelente relação qualidade-preço, o Motel One Wien-Staatsoper tem que se recomendado. Os hóspedes adoram a excelente localização (ao pé da Ópera de Viena), o facto de ser muito arrumado e limpo, e integrar um bonito edifício ao estilo hotel boutique.

Hotel Sacher Wien

O luxo clássico do Hotel Sacher Wien aponta para a perfeição. A atenção ao detalhe é o que distingue este hotel 5 estrelas, onde o requinte é distinto e a elegância, de exceção. Sim, foi neste hotel que o brilhantismo criativo de Franz Sacher fez nascer a “Original Sacher-Torte”. Mesmo que não reserve um quarto, não perca um café e uma fatia de bolo de chocolate divinal no Café Sacher.

Clique para ver mais opções de alojamento em Viena

O que visitar em Viena em 2 dias?

Visitar Viena | Áustria: roteiro
Palácio Belvedere – Roteiro de Viena

De relance, os lugares imperdíveis para quem vai visitar Viena são o Palácio de Schönbrunn, um palácio barroco com um interior luxuosíssimo, o Hofburg, um complexo palaciano com museus e sede de poder, a Catedral de Santo Estêvão, símbolo da cidade em estilo medieval gótico, o Palácio Belvedere do século XVIII e respetivas coleções de arte, e o parque Prater com a icónica roda-gigante de Viena.

Visitar Viena | Áustria: roteiroNão deixe de assistir a uma das várias apresentações de música clássica e/ou ópera que a cidade oferece. Afinal, este é um dos principais motivos porque muitos visitam Viena, a cidade onde se respira arte e cultura.

Dica VagaMundos: Se tiver menos tempo para visitar a cidade imperial de Viena, pondere comprar o bilhete de 1 dia do bus turístico hop-on hop-off. Pelo menos assim pode ver de relance os grandes highlights.

Roteiro para visitar Viena: 1º Dia

Neste primeiro dia do seu roteiro para visitar Viena, sugerimos começar o dia na Ringstrasse, mais propriamente no troço Burgring. Só para que se consiga situar, o centro histórico de Viena está circundado pela Ringstrasse.

Ringstrasse

A maioria das atrações imperdíveis de Viena estão ao longo e no interior da Ringstrasse, a boulevard circular que veio revolucionar o conceito da cidade antiga, repleta de parques tranquilos e atravessada por elétricos coloridos. A Ringstrasse é uma autêntica montra de mansões e palácios da bougeouisie vienense e edifícios civis e governamentais. Promenade de flaneurs, “O” lugar para ver e ser visto, e a testemunha de eventos históricos às atuais Rainbow Parade e Maratona de Viena.

Dica VagaMundos: mesmo a parte que não é considerada como pertencente à Ringstrasse, o Franz-Josefs-Kai na margem do Canal do Danúbio, é hoje um hotspot. Desde o marco arquitetónico Ringturm no Schottenring ao observatório Urania, surgiu uma cena de bares urbanos ao longo dos cais da promenade ribeirinha que está a fazer furor. Portanto, já sabe onde vir para tomar um aperitivo antes do jantar ou virar uns copos à noite.
Visitar Viena | Áustria: roteiro
Innere Stadt

Livre de arranha-céus e com um centro pedonal invejável, é possível visitar a cidade antiga de Viena, a Innere Stadt, a pé ou de bicicleta sem pressas. Até porque, o ritmo de vida em Viena difere da maioria dos centros urbanos europeus modernos: aqui tudo é vivido com prazer e a seu tempo.

A Burgring fica mesmo no epicentro de duas mãos cheias das atrações turísticas mais populares de Viena. A partir daqui, cabe-lhe a si decidir o que vai ao encontro dos seus interesses e do seu gosto. Pode interessar-lhe visitar museus de classe mundial, palácios sumptuosos, saborear a cultura dos cafés e pastelarias vienenses ou pura e simplesmente relaxar em espaços abertos e calcorrear os jardins luxuriantes da cidade. Ou talvez um pouco de tudo.

Visitar Viena | Áustria: roteiro
Sachertorte
Dica VagaMundos: está de regime? Então, salte esta dica VagaMundos. Não resista à sachertorte, o delicioso bolo de chocolate vienense, ou à apfelstrudel com creme ou gelado de baunilha, ou um kaiserschmarrn (quem não gosta de panquecas?) para um snack à tarde. Comece bem o dia com um kipferl ao pequeno-almoço (o avôzinho dos croissants). Os cookies (bolinhos e bolachinhas secos) são do mais característico da pastelaria vienense.

A sudoeste estende-se o Quarteirão dos Museus. Não bastou a Viena ser uma meca da arte musical, também chamou a si o compromisso de centro cultural, reunindo num só quarteirão museus de classe mundial. Que estão longe de se resumir a este quarteirão, pois há mais uma boa centena deles espalhados pela cidade dedicados às temáticas mais variadas.

Visitar Viena | Áustria: roteiro
Museumsquartier

Seguimos para o Museumsquartier onde estão dois gigantes museológicos da cidade de Viena. O Mumok é o maior museu de arte moderna e contemporânea dos séculos XX e XXI da europa central. O Leopold Museum é um museu moderno com uma grande coleção de obras de Klimt, Kokoschk e Schiele. A praça é também ela um espaço de expressão artística, portanto deambule por lá, espreite as galerias de arte e as várias lojas numa onda mais alternativa.

As verdadeiras estrelas deste centro cultural são dois palácios do século XIX no meio dos quais está uma estátua da Imperatriz Maria Teresa rodeada dum belo e cuidado jardim, o Maria-Theresien-Platz. O Naturhistorisches Museum (Museu de Historia Natural) alberga uma coleção de espécimes naturais, desde esqueletos de dinossauros a meteoritos, enquanto o Kunsthistorisches Museum (Museu de História da Arte) abriga a coleção privada de obras de arte (com nomes como Raphael, Ticiano, Caravaggio, Bosch, e Bruegel) e antiguidades dos Habsburgo num interior palaciano luxuoso.

Vejamos que outras coleções encontramos por estas bandas, enquanto calcorreamos os luxuosos corredores e salões dos palácios oitocentistas dos Habsburgo.

Weltmuseum

O Museu de Etnologia (Weltmuseum Wien) é de visita obrigatória para quem não pode viajar pelo mundo, mas quer ter contacto com objetos culturais do mundo inteiro, desde os tempos antigos aos modernos. Nós gostamos particularmente da coleção de instrumentos musicais. Os amantes do movimento artístico que quebrou regras e criou uma nova corrente, a Secessão Vienense, acorrem ao Edifcício da Secessão para admirar o Friso de Beethoven pelo pai do movimento, Klimt.

Mumok

Vai ter mesmo que ser muito seletivo a escolher o seu museu (ou os seus museus) de eleição, pois, são tantos e tão pouco tempo! Quando estiver cansado de museus, bastam uns passos pelas ruas em redor para encontrar um café a seu gosto para descansar as pernas e relaxar enquanto saboreia uma bebida quente, um gelado ou um doce.

Spittelberg

Se os museus não são a sua onda, é garantido que a arquitetura da cidade o vai deixar de queixo caído. Em redor do Museumsquartier fica o bairro Spittelberg, também conhecido pelo seu mercado de Natal, com as pequenas e românticas casas em estilo Biedermeier, as cervejarias tradicionais e alguns bares elegantes.

Dica VagaMundos: Não deixe de incluir no seu roteiro de Viena a rua empedrada de Spittelberggasse. A rua pedonal tem um ambiente descontraído, com cervejarias tradicionais, alguns dos bares mais populares entre os estudantes universitários, a cultura do café tão cultivada em Viena mas com um toque trendy e alternativo… Não será difícil encontrar aqui um espaço de “comes e bebes” que tenha mesmo a sua cara – e que se adapta à sua carteira.
Parlamento Austríaco

É impossível destacarmos todos os palácios e edifícios históricos de Viena que merecem a sua atenção (são centenas deles). Mas caminhe para norte na Ringstrasse, na qual salientamos o Volkstheater, palácio da justiça Justizpalast, o imponente Parlamento Austríaco em estilo neogrego, a sublime Rathaus, a câmara municipal que mais parece uma igreja gótica onde foram usados 30 milhões de tijolos na construção, mesmo defronte do Burgtheater, o Teatro Nacional Austríaco em Viena.

Burgtheater
Dica VagaMundos: a dois quarteirões do Burgtheater está um dos palácios mais in de Viena. O Palácio Frestel recebe grandes eventos sociais e culturais, é a casa do famosíssimo e requintadíssimo Café Central e onde se esconde a arcada comercial Ferstel Passage – mais do que um centro comercial fino é um deleite para os olhos de arquitetura elegante, tetos dourado e um átrio de vários pisos com uma fonte no centro.
Palmenhaus – Burggarten

Depois há jardins aprazíveis e nesta zona temos 3 dos favoritos dos vienenses: o Burggarten com o seu pequeno lago, o anteriormente mencionado Maria-Theresien-Platz com as suas quatro fontes, e o belíssimo e luxuriante Volkgarten com os coloridos canteiros do Rosengarten.

Wiener Staatsoper

Visitar Viena e não conhecer a mais famosa e ilustre casa de espetáculos da capital austríaca é uma autêntico atentado cultural. A Wiener Staatsoper, Ópera Estatal de Viena, além de ser o centro da cena musical vienense, é o lar da companhia de ópera mais prestigiante e conhecida do mundo.

Haus der Musik

E já que ingressamos no mundo da música, no fundo, a arte que coloca Viena no pódio da fama, a melhor experiência sobre a história da música está na Haus der Musik. Saiba ainda que muitos dos mais célebres autores da música clássica viveram em Viena, já que a casa de Habsburgo patrocinava generosamente a arte da sua predileção. Pode ser do seu interesse visitar as casas-museu de Mozart, Beethoven, Schubert, Brahms, Haydn, entre outros.

Visitar Viena | Áustria: roteiro
Hofburg – Roteiro de Viena

Nestas deambulações já se deparou várias vezes com um ou dois palácios do complexo Hofburg. Nenhuma visita a Viena fica completa se não tiver conhecido o Hofburg. Hofburg não é um palácio, ao contrário do que se lê em muitos sites. É o conjunto dos palácios dos Habsburgo, a família nobre mais influente e perdurável, que controlou os destinos da Europa durante mais de sete séculos a partir destes seus “palácios de inverno”.

Hofburg é, atualmente, a residência presidencial. Os interiores barrocos dos Aposentos Imperiais, por onde andou a amada imperatriz Sisi, são soberbos, a par do emblemático Tesouro Imperial de Viena. Numa visita ao interior pode ainda admirar a Coleção Imperial de Prata, ser tomado de espanto pela Biblioteca Nacional da Áustria, ficar boquiaberto com a Capela do Palácio Imperial e pasmar-se com a elegância, nobreza e graciosidade dos cavalos Lipizzan na Escola Espanhola de Equitação, uma das mais antigas e tradicionais escolas de adestramento destes puro-sangues.

Museu Albertina

É por aqui que encontra também o excelente Museu Albertina, um must-see para os amantes dos grandes nomes das artes plásticas do século XX. Albertina reúne a maior e mais valiosa coleção gráfica do mundo. Mais dum milhão de peças entre impressões, desenhos e pinturas de Monet, Picasso, Klimt, Degas, entre muitos outros autores dos movimentos mais interessantes dos últimos 130 anos. Fascinou-nos particularmente o impressionismo francês, não desprezando o expressionismo alemão. Para entrar no Albertina sem enfrentar filas, compre seu ingresso com antecedência.

Burgtor

Do complexo palaciano de Hofburg fazem ainda parte o Burgtor (uma espécie de Portas de Bradengurgo austríacas), a praça Heldenplat, o Neue Burg, a parte mais nova do palácio que acolhe atualmente o Museu do Papiro, o Museu Ephesos, a Coleção Imperial de Armas e Armaduras, acessível através do Museu de Etnologia de Viena.

Michaelerplatz

Sugerimos que acabe o seu primeiro dia a visitar Viena na Michaelerplatz que marca o centro histórico de Viena. Aqui pode ver as escavações arqueológicas das eras romana e medieval que denunciam a importância desta praça já nessas épocas. Sabemos que Viena tem uma profusão de igrejas e é impossível conhecê-las todas. Mas se tiver uns minutos, não deixe de contemplar o altar único no mundo da Igreja de São Miguel.

Dica VagaMundos: certamente já se cruzou com uma ou outra carruagem puxada por dois cavalos. São os fiakers e fazem parte de Viena tanto quanto a Catedral de Santo Estêvão e a Roda Gigante no Prater. Para muitos de nós, um passeio de fiaker é umas das experiências imperdíveis de Viena pela sua autenticidade e unicidade. Espreite este tour para ver se se adequa ao seu gosto.

Sugerimos que vá jantar ao Der Wiener Deewan. E porque é que em Viena sugerimos um restaurante paquistanês? Para além de ter aquele gosto de comida caseira é um restaurante buffet que sai muito económico em Viena já que tem um conceito raro no mundo. O conceito é “all you can eat, pay as you wish” (à imagem do Restaurante Pensão Flávia em Chaves). É verdade, você decide o que pagar! Para ser justo, decida consoante o que comer.

Roteiro para visitar Viena: 2º Dia

Neste segundo dia do seu roteiro a visitar Viena, recomendamos que comece o dia bem cedo para chegar antes das multidões ao Palácio Schönbrunn.

Palácio Schönbrunn

A espetacular residência de verão dos Habsburgo, inspirada e que rivaliza em beleza, requinte, luxo e magnificência com Versailles, atrai multidões e com razão. Os luxuosos aposentos em estilo rococó sublimam qualquer visitante. Há ainda o Museu das Carruagens Imperiais cujas peças de coleção fazem qualquer Cinderela corar de vergonha.

E os jardins são algo de transcendental em termos de estética e dimensão com os seus elaborados canteiros florais, alamedas arborizadas, lagos, fontes e estátuas. Dê corda aos sapatos e não perca a oportunidade de ter uma das melhores vistas sobre o complexo palaciano de Schönbrunn e dos seus jardins na Gloriette.

Schönbrunn acolhe ainda um Zoo dos mais antigos do mundo (século XVIII) no Tiergarten Scönbrunn. Resolva o enigma do Labirinto no Irrgarten antes de dar um pulinho ao Jardim Botânico. E não resista a dar uma espreitadela à floresta tropical, à estufa de palmeiras e ao “deserto”.

Dica VagaMundos: é possível ir de Viena ao Palácio de Schönbrunn de transportes públicos, todos com saída em “Schönbrunn”:

  • Metro Linha U4,
  • Elétricos (trams) Linhas 10 e 60
  • Bus Linha 10A

Há sempre filas para a visita aos aposentos e salões imperiais, independentemente de ser época baixa ou alta. Portanto, se quiser pular a fila considere este tour com as melhores avaliações – esteja atento que o ponto de encontro com o seu guia 10 minutos antes, é já no recinto do palácio.

Se não se quiser ralar com horários, logística, bilhetes e paragem dos transportes públicos, reserve este tour certificado pelo GetYourGuide que parte da Ópera de Viena (dando-lhe oportunidade de passar por alguns dos edifícios mais emblemáticos da Ringstrasse) e já inclui o transporte e o tour guiado ao Palácio Schönbrunn – atenção que neste tour não terá muito tempo para explorar os jardins do palácio.

Wiener Schnitzel – Roteiro Viena

De regresso à cidade, e depois de acalentar bem o estômago com o icónico escalope panado à vienense, o wiener schnitzel, no celebérrimo, animado e imperdível Naschmarkt (nota 10!), sugerimos que se dirija à movimentadíssima praça Stephansplatz. Quer uma dica para se orientar? Procure a torre mais alta por entre os belíssimos prédios de Viena.

Catedral de Santo Estêvão

Acertou em cheio. É uma torre de igreja e a mais importante de Viena. Falamos obviamente da Catedral de Santo Estêvão. Em pleno coração da cidade antiga de Viena, o exterior imponente da Catedral de Santo Estêvão marca uma das mais antigas catedrais do estilo gótico europeu. Este símbolo de Viena exibe um distinto telhado em cerâmica vidrada policromática com padrões geométricos (faz-nos lembrar a Igreja de São Marcos em Zagreb).

A Torre Sul nunca chegou a conhecer a irmã gémea do lado norte porque o dinheiro, pura e simplesmente, acabou. A Catedral de Viena é uma obra mundialmente conhecida e um exemplo da arquitetura do século XII. Com espaços majestosos e detalhes comparáveis apenas a Notre Dame em Paris ou a Abadia de Westminster em Londres, o seu interior é ricamente trabalhado com destaque para o púlpito gótico de pedra, o altar barroco e os vitrais exuberantes.

A entrada na catedral é grátis. Só paga se visitar o Tesouro da catedral, as Catacumbas com relíquias dos imperadores e subir os 343 degraus dos 137 metros da Torre Sul com as melhores vistas panorâmicas sobre a capital austríaca. Garantimos que vale cada cêntimo e gota de suor!

Dica VagaMundos: Aproveite para descobrir outras belezas da cidade que ficam próximas da catedral, como, por exemplo, a Casa-Museu de Mozart (entrada paga). Ou o esboço no pavimento da desaparecida Capela de Maria Madalena mesmo por cima da subterrânea Capela de São Virgílio descoberta recentemente (visitável mediante pagamento). A Cripta Imperial de Viena, situada sob a Igreja dos Capuchinhos que não fica muito longe da catedral, pode ser do seu interesse conhecer o lugar onde, desde 1633, repousam os restos mortais da família imperial dos Habsburgo.
Visitar Viena | Áustria: roteiro
Igreja barroca de São Pedro

Tome a Graben strasse, passe ao lado da Coluna da Peste de Viena e das fontes dedicadas a São José e São Leopoldo. Vai certamente dar-se conta da igreja barroca de São Pedro, cujo belo exterior nem faz adivinhar o sumptuoso interior. Se tiver a sorte de apanhar um recital, terá a sensação de estar a ser recebido no céu por um coro de anjos. Desculpe a nossa maldade, mas vai ter que despertar desta fantasia pois o seu roteiro para visitar Viena está longe de ter acabado.

Ankeruhr

Há um famoso relógio antigo em Viena, o Ankeruhr, que marca o meio-dia com uma espécie de dança de figurinhas (como o Relógio Astronómico de Praga ou o Glockenspiel da Rathaus de Munique), que pode combinar com uma visita ao interessante mercado delicatessen local do Hoher Markt (pouco turístico mas com um toque de sofisticação).

E por falar em mercados, Viena tem alguns espalhados pela cidade que lhe podem interessar conhecer no seu roteiro para visitar Viena. Para além do Naschmarkt, o descontraído Karmelitermarkt, o internacional e artístico Brunnenmarkt, o chique Kutschkermarkt e o inovador Meidlinger Markt onde o tradicional convive com o menos convencional.

Visitar Viena | Áustria: roteiro
Belvedere

Se não perdeu a cabeça com a multitude de banquinhas interessantes e fora da caixinha dos mercados vienenses, vai perder ao visitar o maravilhoso Belvedere, palácios (sim, são dois) e jardins. Os palácios barrocos do século XVIII são um ícone de Viena e por isso imperdíveis. Albergam um museu com uma admirável coleção de arte, desde a Idade Média à Modernidade, mas o que realmente atrai os visitantes é a notável coleção de obras de Gustav Klimt.

Visitar Viena | Áustria: roteiro
Igreja de São Carlos Borromeu

Não deixe de admirar aquela que é considerada por muitos como a mais bela igreja de Viena, a Igreja de São Carlos Borromeu (Karlskirche). As belíssimas colunas exteriores são inspiradas na Coluna de Trajano em Roma, e o interior desta catedral setecentista está sublime, ornamentada por uma admirável cúpula e frescos impressionantes.

KunstHaus Wien

Quer conhecer uma faceta totalmente diferente da Viena Barroca, Neorrenascentista, Neogótica, Neoclássica, Neogrega, Art Nouveau…? Vamos aproximar-nos das margens do Canal do Danúbio para descobrir duas “casas” que o farão ver Viena com outros olhos. Falamos da KunstHaus Wien (traz reminiscências da Barcelona de Gaudí), uma casa de artes que vale pelo espaço, pela diferença e pelos detalhes interessantes – nós adoramos sentar-nos no café! – e da Hundertwasser House, criada por artistas: os apartamentos, sacadas arborizadas e os telhados estão cheios de cores vibrantes.

Tínhamos que o trazer a um dos ícones de Viena, dos que decoram postais e fazem as delícias de gerações de amantes da cidade de Viena. Falamos da Roda Gigante de Viena, no parque Prater, onde ainda encontra outras diversões, com mais ou menos adrenalina. A Roda Gigante é um favorito dos visitantes pois é um dos melhores pontos da cidade para uma vista panorâmica sobre as rua e palácios repletos de elegância de Viena.

Para fechar o seu roteiro a visitar Viena com chave de ouro, nada como aproveitar um passeio pelo canal do Danúbio, por entre gente jovem e menos jovem, mas todos em busca dum momento de descontração. Aqui pode ver uma Viena bem distinta da Viena imperial. Falta-lhe glamour mas não interesse: street art, grafittis, gente criativa e alternativa, uma atmosfera irreverente mas cativante.

Visitar Viena | Áustria: roteiroOu impressione a sua cara-metade com um jantar romântico a bordo dum barco enquanto navegam pelas águas do Danúbio que beijam a Cidade Imperial.

O que visitar em Viena em 5 dias?

Salzburgo

A Áustria tem muitas cidades interessantes. Um dia mais em Viena permite-lhe fazer um daytour para conhecer Salzburgo, com a sua famosa fortaleza, a cidade velha e o Palácio e Jardim Mirabell. Outro dia mais e pode fazer uma excursão para conhecer o charme de conto de fadas de Hallstatt com o seu lago nas montanhas.

Hallstatt

Se tiver mais dias para visitar Viena, uma das grandes vantagens é a sua localização geográfica que possibilita visitar outras capitais europeias muitos interessantes. Muita gente aproveita para combinar Viena com Bratislava, Budapeste, Praga e até mesmo Cracóvia.

Viena: mapa dos principais pontos de interesse


Clique no canto superior direito para aumentar o mapa do roteiro para visitar Viena.

Outros Roteiros de Cidades Europeias

Amesterdão | Barcelona | Berlim | Bruxelas | Budapeste | Copenhaga | Cracóvia | Dublin | Dubrovnik | Estocolmo | Florença | Genebra | Hamburgo | Londres | Madrid | Munique | Oslo | Paris | Praga | Sarajevo | Roma | Vilnius | Zagreb

Prepare a sua próxima Viagem

Reserve o seu alojamento através do Booking.com. É onde encontramos sempre as melhores promoções e permite cancelar a reserva sem custos.

No GetYourGuide e na Civitatis encontra sempre os melhores tours locais e pode ainda reservar o seu transfer do aeroporto e saltar as filas comprando antecipadamente as entradas para os principais monumentos.

Jogue pelo seguro e faça um seguro de viagem na World Nomads ou na IATI Seguros. São ambas agências 100% especializadas em viagens e apresentam sempre os melhores rácios custo-benefício do mercado. Se optar pela IATI use o nosso link e terá um desconto de 5% por ser nosso leitor.

Anda à procura de voos baratos? Então utilize o Skyscanner para encontrar as melhores tarifas aéreas do mercado

Se precisa de alugar um carro para a sua próxima viagem recomendamos que utilize o Rentalcars. Permite comparar os preços de dezenas de empresas de rent-a-car e é possível cancelar o aluguer sem custos até 48h antes da partida.

Esta página contem links afiliados. Só recomendamos marcas que utilizamos e confiamos a 100%. Se efectuar as suas reservas através desses links recebemos uma pequena comissão. Dessa forma está a ajudar o blog "VagaMundos" a manter-se vivo. E o melhor de tudo é que você não paga mais por isso. Muito Obrigado!

2 COMENTÁRIOS

  1. eu tinha previsto ir no dia 10 de junho e regressar a 15 e não tinha qualquer roteiro prédefinido. Depois de acompanhar estes roteiros fiquei ainda mais triste pq a viagem já não se concretiza.

    • Olá!

      Infelizmente esta pandemia alterou todos os planos de viagem. Nós também fomos forçados a adiar todas as nossas viagens. Mas acreditamos que num futuro próximo vai ser possível voltar a calcorrear o mundo. E depois ainda vai saber melhor. Vai ver que em breve vai poder ir a Viena e agora até tem um roteiro para tirar algumas ideias. Se precisar de mais alguma informação é só dizer. Até breve!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.