Burgos

O nosso corpo despertou para o tão ansiado dia de descanso com uma péssima notícia para nos dar. O frio e a chuva da última semana havia feito estragos, ou seja ganhamos os dois uma valente gripe o que fez com que o primeiro destino do dia fosse a farmácia.

Já entupidos em comprimidos fomos visitar a maravilhosa Catedral de Burgos que passou imediatamente a figurar na lista dos nossos templos favoritos. No seu interior o destaque vai para o túmulo do herói castelhano El Cid e o famoso Papa-moscas, o autómata que canta as horas. Aproveitamos ainda e adquirimos duas novas credenciais de peregrinos pois as nossas já estavam cheias. Afinal de contas já havíamos percorrido quase 300kms.

Infelizmente o estado febril impediu-nos de explorar Burgos como tínhamos planeado e depois de tratarmos das questões logísticas relacionadas com o nosso reabastecimento recolhemos ao nosso quarto para tratar da roupa e tentar recuperar o corpo para conseguirmos enfrentar as duras etapas que se seguiam.

Um novo amigo!

Tínhamos pela frente a travessia da despovoada Meseta, uma espécie do nosso Alentejo mas a cerca de 900 metros de altitude. Até chegarmos a León teríamos de percorrer 180kms pelo afamado planalto castelhano, onde escasseiam as povoações e os albergues e onde o clima é inclemente: se está sol a ausência de sombras torna o calor infernal, quando o astro rei se decide ausentar o frio é cortante e se chove não há onde nos abrigarmos.

A ler o jornal…

E à ausência de albergues é preciso somar o aumento brutal do fluxo de peregrinos visto que são muitos aqueles que elegem Burgos como cidade de partida no Caminho Francês (são também muitos os que terminam aqui o seu Caminho e prometem voltar no próximo ano para terminar a peregrinação, mas muitos mais os que aqui começam).

Poucos albergues e muitos peregrinos traduz-se na já conhecida corrida ao albergue, que a par da competitividade, são para nós os grandes inimigos do espirito do Caminho de Santiago. A logística afigurava-se difícil e a Meseta prometia ser a nossa travessia no deserto.

Prepare a sua próxima Viagem

Reserve o seu alojamento através do Booking.com. É onde encontramos sempre as melhores promoções e permite cancelar a reserva sem custos.

Faça um seguro de viagem na World Nomads ou na Iati. São ambas agências 100% especializadas em viagens e apresentam sempre os melhores rácios custo-benefício do mercado. Se optar pela Iati use o nosso link e terá um desconto de 5% por ser nosso leitor.

Encontre os melhores tours locais e compre antecipadamente os bilhetes para os principais monumentos no Get Your Guide ou no Viator.

Se precisa de alugar um carro para a sua próxima viagem recomendamos que utilize o Rentalcars.com. Permite comparar os preços de dezenas de empresas de rent-a-car e por norma é onde encontramos sempre os melhores preços.

Esta página contem links afiliados. Se efectuar as suas reservas através desses links recebemos uma pequena comissão. Dessa forma está a ajudar o blog “VagaMundos” a manter-se vivo. E o melhor de tudo é que você não paga mais por isso. Muito Obrigado!

4 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.