Freedom Trail: roteiro de 1 dia para visitar o melhor de Boston

roteiro para visitar boston freedom trail

Conhecer a História dos EUA passeando por Boston é o que se propõe fazer este percurso de quase 4 km com início no jardim Boston Common e que passa por alguns dos monumentos históricos mais importantes da nação. Se só tem um dia para conhecer Boston, a cidade berço dos Estados Unidos da América, este é o roteiro incontornável.

Freedom Trail (Trilho da Independência): roteiro de 1 dia para visitar o melhor de Boston

roteiro de boston freedom trail

O Freedom Trail é uma autêntica lição de história. Ao longo deste roteiro de 4 quilómetros, vai conhecer os principais pontos de interesse de Boston e mergulhar a fundo na história da independência dos Estados Unidos.

The New State House

Em Beacon Hill, o monumental edifício de 1798 tem sido até aos nossos dias o epicentro do poder político onde se decide o futuro da Commonwealth. O traço mais marcante é a sua cúpula revestida a folha de ouro. Inicialmente feita em madeira, foi revestida a cobre por Paul Revere e cerca de meia década depois coberta a folha de ouro. Durante a 2ª Guerra Mundial foi pintada de preto para proteger a cidade de ataques aéreos. É indubitavelmente um dos monumentos mais emblemáticos de Boston.

Park Street Church

É um dos edifícios mais significantes na história da abolição da escravatura nos Estados Unidos. No interior destas paredes com mais de 200 anos, os primeiros discursos anti-escravatura foram proferidos por inflamados oradores.

Granary Burying Ground

Este cemitério deve o seu nome ao enorme celeiro que o ladeava. A sua importância deve-se ao facto de aqui estar sepultada a maioria dos “filhos” mais famosos de Boston: Paul Revere, Samuel Adams, John Hancock e Robert Treat Paine, estes três assinantes da Declaração da Independência. O obelisco marca o memorial aos pais de Benjamin Franklin e e ali perto o Infant’s Tomb marca o local onde se suspeita que cerca de 500 crianças foram enterradas.

King’s Chapel

Continuamos este roteiro de Boston com uma visita à King´s Chapel. Em 1688 o Governador Real achou por bem erguer uma igreja para os crentes não-puritanos em Boston. Acontece que ninguém lhe vendeu uma parcela de terreno. Assim, tomou uma parte do cemitério para fazer a King’s Chapel num simples edifício de madeira.

Com o número crescente de crentes, também a igreja mereceu uma melhoria. O primeiro edifício de pedra ainda permanece em pé apesar do campanário nunca ter sido terminado. E não se deixem enganar pelas colunas exteriores, são um económico “trompe l’oeil”: o material é madeira pintada a simular pedra.

King’s Chapel Burying Ground

Foi o primeiro cemitério da cidade de Boston (1630). Aqui estão enterrados Jonh Winthrop, primeiro governador de Massachussets, e Mary Chilton, a primeira mulher a desembarcar do Mayflower. Logo à entrada pode-se ver a pedra tumular mais ornamentada de todos os cemitérios de Boston. É também assinalada aqui a sepultura de William Dawes, o outro cavaleiro da “Midnight Ride”, mas, curiosamente, não se sabe onde repousa o seu corpo.

Old City Hall

Mesmo por trás da King’s Chapel, fica um notável exemplo de preservação e reutilização dum monumento histórico. The Old City Hall foi a câmara municipal de Boston durante mais de 100 anos. Em 1969 foi desocupada e um grupo de arquitectos deu-lhe nova vida ao converterem o espaço num elegante restaurante e em escritórios.

Mas há mais história por detrás destes muros. Foi aqui erguida a primeira escola pública (for boys only) dos EUA, a Boston Latin School, frequentada por 4 dos assinantes da Declaração da Independência, entre eles Benjamim Franklin. Obviamente que o edifício de madeira original já não existe e a Boston Latin School moveu-se pela cidade sempre em busca de melhores e maiores espaços.

Old South Meeting House

Quem não ouviu já falar da Boston Tea Party? Pois bem, foi aqui que tudo começou a 16 de Dezembro de 1773. Enquanto as 30 toneladas de chá esperavam no porão de 3 navios no Griffin’s Wharf, milhares de Bostonianos, recusando-se a pagar os pesados impostos da coroa, juntaram-se aqui para discutir fervorosamente o destino do chá. Como resultado, alguns dos “Sons of Liberty” disfarçados de índios Mohawk dirigiram-se ao porto e deitaram borda fora as 30 toneladas de chá.

Irish Famine Memorial

Este memorial é um tributo a toda uma geração de irlandeses que há cerca de 150 anos sobreviveram à calamidade da Grande Fome. Dos 2 milhões de irlandeses que fugiram da morte certa no seu país assolado pela fome, doença e pobreza, 100.000 desembarcaram em Boston. A recepção esteve longe de ser calorosa. Muito pelo contrário. Até conquistarem o seu lugar na sociedade bostoniana, os irlandeses foram rejeitados por uma cidade que olhava de soslaio para os “estrangeiros”.

Old State House

A antecessora da New State House marca indubitavelmente a sua presença no meio dos gigantes arranha-céus. Este é o edifício mais antigo da cidade que permanece em pé. Aqui tiveram lugar alguns dos momentos mais decisivos da vida da cidade e, mais importante ainda, da Revolução Americana.

Aqui Samuel Adams, John Hancock, entre outros, arquitectaram planos de resistência à coroa britânica. A bonita varanda Este foi o palco da proclamação da Declaração da Independência a uma multidão em júbilo. Também foi por baixo desta varanda que o Massacre de Boston teve lugar. Claro que o Boston Freedom Trail tinha de passar por aqui.

Faneuil Hall

Baptizado de Berço da Liberdade, os planos originais para este centro de comércio estavam longe de contemplar a sua importância na política revolucionária. Contudo, foi palco de reuniões, debates, discussões e manifestações contra o domínio britânico. A estátua de Samuel Adams foi sensatamente colocada na frente do edifício pois era daqui mesmo que o líder revolucionário proferia os seus discursos e instigava o povo a lutar pelo seu direito à independência.

Quincy Market

A construção do Quincy Market resulta da necessidade de espaço que escasseava no Faneuil Hall. Este é talvez o lugar que atrai mais turistas em toda a Boston. As dezenas de bancas no corredor central servem comida para todos os gostos. Oportunidade perfeita para retemperar forças no Freedom Trail.

Aqui encontramos a gastronomia da Nova Inglaterra nas diversas variantes do “chowda”, uma sopa de marisco deliciosa, e os famosos “lobster rolls”. Nos corredores laterais, uns castiços “pushcarts” expõe centenas de bonitos e engraçados souvenirs da cidade. Mas se no Quincy Market não encontrar o que procura, tanto o North Market como o South Market com mais umas dezenas de lojas podem ter o souvenir dos seus desejos.

Columbus Waterfront Park

Para quem saia do Quincy Market de barrigiunha refastelada, nada melhor do que seguir para o Cristopher Columbus Waterfront Park. Não obstante a curta existência deste, a sua construção definiu a configuração dos restantes parques construídos ao longo do Boston Harborwalk. Para comemorar o bicentenário da cidade de Boston em 1976, o primeiro parque costeiro foi construído entre os dois principais cais: o Commercial Wharf e o Long Wharf.

É um lugar bastante agradável que reúne espaço verde e mar numa simbiose exemplar, perfeito para um passeio demorado ou umas horas de lazer sobre o relvado. E, para quem goste de caminhadas, recomendamo-lo como ponto de partida para conhecer o Boston Harborwalk. Uma excelente opção para continuarem a dar à perna uma vez terminado o Boston Freedom Trail.

Paul Revere’s House

Já aqui falámos do North End e da velhinha casa do afamado Paul Revere. Foi daqui que Revere partiu na noite da cavalgada que o celebrizaria para sempre na história da América. Crê-se que a dada altura Revere morou aqui com a sua esposa, alguns dos seus dezasseis filhos e a mãe do próprio Revere. Perante tão numerosa família, a casa até parece pequena.

O que pouca gente sabe é que o ourives foi responsável pelo “nascimento” da medicina dentária forense, ao identificar o corpo exumado de Joseph Warren, morto na batalha de Bunker Hill, através duma ponte dentária que saíra das mãos do multi-facetado Revere.

The Old North Church

A Old North Church é mais um dos pontos marcantes do Boston Freedom Trail. Já por aqui falamos da importância desta igreja na Revolução Americana.

Numa das nossas visitas à igreja, o guia turístico que acompanhava um grupo de visitantes mencionou algo, no mínimo… curioso! Crê-se que alguns dos objectos da frugal decoração interior da igreja sejam roubados. Como por exemplo os anjos que ladeiam o órgão da igreja cuja proveniência é questionável. A história é bem diferente no caso do relógio interior: pensa-se que foi o primeiro relógio de fabrico inteiramente americano.

Copp’s Hill Burying Ground

A colina de Copp’s Hill foi, em tempos, o maior cemitério da cidade de Boston. Aqui está sepultada a maioria dos artífices e mercadores do North End e alguns nomes associados à Revolução Americana. O seu papel na história da Revolução é que os Redcoats (também chamados de Regulars ou Lobsterbacks) usaram o promontório para “treinar” os seus canhões contra Charlestown na primeira batalha que oporia os rebeldes às tropas britânicas.

Mesmo em frente ao portão, encontramos The Skinny House, a casa mais estreita de Boston: as paredes interiores não chegam a atingir os 3 metros de largo. A extrema estreiteza da casa tornou-a lendária imputando-se a sua construção a dois irmãos desavindos.

Bunker Hill e USS Constitution

 

A visita ao Bunker Hill e ao mítico USS Constitution marca o final deste passeio pelos principais pontos de interesse turístico da cidade de Boston. O Bunker Hill Monument é um obelisco de granito de 67 metros de altura que reina sobre todo bairro de Charlestown. A colina de Bunker Hill que lhe dá o nome foi palco duma das batalhas mais ferozes entre os inexperientes colonos liderados por William Prescott e as tropas britânicas. Apesar de vencidos, os colonos infligiram um duro golpe aos “Red Coats”, que perderam um terço do seu exército numa só batalha.

 

Logo ao lado a imponente e famosa fragata Americana USS Constitution domina o horizonte. Construída neste estaleiro (1797) e baptizada por George Washington, a “Old Ironsides” é a pérola da engenharia naval americana devido à pesada artilharia que transportava e resistente solidez do casco. Damos, desta forma, por terminada a nossa mostragem do Freedom Trail, uma excelente forma de conhecer Boston percorrendo as suas ruas, conhecendo a sua história e sentindo a sua energia.

Mapa do Boston Freedom Trail com os principais pontos de interesse turístico 


Clicar no canto superior direito do mapa para aumentar

Prepare a sua próxima Viagem

Reserve o seu alojamento através do Booking.com. É onde encontramos sempre as melhores promoções e permite cancelar a reserva sem custos.

Anda à procura de voos baratos? Então utilize a Momondo para encontrar as melhores tarifas aéreas do mercado.

No GetYourGuide encontra sempre as melhores tours locais e pode ainda saltar as filas comprando antecipadamente as entradas para os principais monumentos.

Gostamos de jogar pelo seguro e como tal, nas nossas viagens, não dispensamos o seguro de viagem do WorldNomads.com

Esta página contem links afiliados. Se efectuar as suas reservas através desses links recebemos uma pequena comissão. Dessa forma está a ajudar o blog “VagaMundos” a manter-se vivo. E o melhor de tudo é que você não paga mais por isso. Muito Obrigado!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.